Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Delicate Notes

As memórias são para ser partilhadas

White Party

Image 4 of BACKLESS DRESS from Zara
Image 6 of BACKLESS DRESS from Zara
Image 5 of BACKLESS DRESS from Zara
Image 7 of BACKLESS DRESS from Zara

No próximo fim-de-semana vou marcar presença numa White Party que antecede as festas populares da minha região. Este ano já vai ser a 3ª edição e infelizmente, não pude estar presente nas edições anteriores porque estava nas termas e confesso que ficava roída de inveja ao ver aos fotos dos meus amigos.

Quanto ao look escolhido, já está pensado há algum tempo. Chego à conclusão que não sei se é mais difícil ir a uma festa sem ter restrições no vestuário ou a uma festa com um dress code definido. Afinal de contas não é fácil encontrar um vestido branco giro que não pareça deslavado num copinho de leite como eu. Comprei este na Zara, na altura dos saldos e não podia ter feito melhor compra! Apesar de nestas imagens o vestido não estar muito favorecido, até porque nunca entendi bem estas conjugações da Zara [entenda-se vestido de renda + ténis + meias até (quase) ao joelhos]. Mas na realidade o vestido fica justinho ao corpo e sem dúvida que o que me fez apaixonar por ele foram as costas. Adoro esta tendência das costas abertas! Acaba por ser o apontamento fulcral no vestido e fica delicado. Vou conjugá-lo com as minhas sandálias brancas e um colar em tons pastel. Estou desejosa! 

Coisas que não são para mim

Untitled | via Tumblr

Doces e compotas para pôr no pão. A minha mãe e a minha avó adoram! Eu, pelo contrário não gosto nada...Seja para pôr no pão ou para comer à colherada, não me convencem. E bem podem tentar todos os sabores! Aliás, também não sou grande fã de Nutella no pão (para o bem dos meus glúteos!). A minha mãe diz que eu só gosto do que me faz mal, o que é um pouco verdade...mas de Nutella não sou grande fã como a maior parte dos comuns mortais.
Outra coisa para a qual ninguém me arrasta também é para uma mariscada. Nem camarões, nem ameijoas, nem sapateira, nada de marisco! Não gosto mesmo nada. Partilham do mesmo mal ou só mesmo só eu?

Tag | 11 Perguntas, 11 Respostas

Fui tagueada pelas autoras dos blogs A Framboesa e Eu também quis ter um blog para responder à tag 11 perguntas, 11 respostas.

 

1 – Com o que é que não sais de casa sem?

O relógio! Quando me esqueço dele, que acontece raramente, parece que me falta algo no pulso e sinto-me desorientada.

 

2 – Qual é o teu animal preferido?

Sinceramente, não adoro animais. Mas talvez os cavalos, porque acho animais muito interessantes.

 

3 – Quais os teus sapatos preferidos? Atualmente, sãoas sandálias brancas de salto que comprei este Verão. Mas adoro enfiar umas sapatilhas para um casual look e me sentir confortável.

 

4 – Produto de maquilhagem indispensável?

Não uso maquilhagem no dia-a-dia, a não ser o batom de cieiro (não é propriamente maquilhagem) que me acompanha na luta contra os lábios secos seja Inverno seja Verão.

 

5 – Qual o teu maior sonho?

A curto-prazo, é entrar em Medicina.

 

6 – Qual o teu maior defeito?

Ser indecisa.

 

7 – O que te irrita nas pessoas?

A falsidade que por vezes revelam.

 

8 – Qual a sua comida favorita?

Colocando o meu defeito de indecisa em relevo, não sei dizer apenas uma comida favorita.

 

9 – Doce ou salgado?

Doce

 

10 – O que te deixa feliz?

Os amigos.

 

11 – Escolha 5 blogs para fazer esta tag.

Mocking Bird 

Sweet Stuff

Silver Linings

Lost Dreams

My Pink Thoughts

É a vida

She's just a girl | via Tumblr

Sou muito de planos, de objetivos definidos e futuro traçado. Gosto de ter tudo sob controlo e pensar a longo prazo. Em contrapartida, também sou muito de pequenos momentos. De risos genuínos, de abraços apertados. Às vezes dou por mim a pensar enquanto vivo esses momentos no quão feliz me fazem. 

O mundo divide-se entre...

...as pessoas da cidade e as pessoas do campo. As que bebem Coca-Cola e as que preferem Pepsi. As que têm namorado no secundário e as que não têm. As que só bebem o leite quente e quem só consegue beber frio. As que têm o umbigo para dentro e as pessoas que têm o umbigo para fora. Os que se recusam a aderir ao novo acordo ortográfico e os que já o utilizam. As que gostam de se deitar tarde e as que gostam de acordar cedo. As que dizem "santinho" depois de alguém espirrar e as que dizem "saúde". As que são virgens e as que não são virgens. As que começam todos os anos novos a dizer que vão fazer dieta e os outros. As que recebem meias pelo Natal e os outros. Quem gosta da perna do frango e quem prefere o peito. As que gostam de sushi e as que detestam. As pessoas que dizem "q de 9" (que na realidade nunca achei que fizesse grande sentido) e as que dizem "q de quá-quá". As que quando deixam cair o pão, a parte da manteiga fica virada para cima e as que a manteiga fica virada para baixo. As pessoas que têm um iphone e os restantes comuns mortais. As pessoas que dizem "i-kê-à" e as que dizem "i-kei-a". As que gostam de bebidas com gás e as outras. As pessoas que dizem "treuze" e as que dizem "treze". As que são amantes de café e as que dispensam. As pessoas a quem o café faz efeito e as outras. As que preferem cães. E as que preferem gatos. As que lambem o iogurte da tampa e as que a deitam fora. As que dizem encarnado e as que dizem vermelho. As que jogaram ao bate-pé atrás dos pavilhões da escola e as que não o fizeram. As pessoas que têm o "Delicate Notes" nos links preferidos e os com mau gosto os outros*. E esta é a minha teoria de que (quase) tudo no mundo se pode dividir em dois grupos.

Livros

 

to dress well | via Tumblr

Fico triste quando chego ao final de um livro bom. Um livro que me agarrou do inicio ao fim e que me fez consumi-lo em poucos dias. Às vezes até penso em abrandar o ritmo só para ir saboreando mais cada parágrafo. E depois quando chego ao fim, penso que talvez não tenha tomado atenção a cada pormenor, a cada detalhe tal é o entusiasmo para saber sempre o que vem a seguir. 

Algarve e afins

 

Untitled

Ao contrário da maioria dos portugueses, eu não passo o ano inteiro a desejar estar estendida numa praia do Algarve. É verdade que não conheço assim tão bem, mas já lá passei 4 anos consecutivos férias, em Armação de Pêra, e conheci alguns locais à volta, como Albufeira e Quarteira. Talvez não seja o suficiente para me pôr aqui a opinar sobre isto, mas para mim o Algarve não tem tanto encanto como para a maioria das pessoas. É bom, é verdade...praias com águas quentes (comparado à Arrábida e a Sesimbra que parece que os meus ossos congelam cada vez que meto o pézinho lá), tem sempre animação à noite e vive-se um ambiente fantástico. Agora isto não é assim tudo tão paradisíaco como dizem...é que há filas para todo o lado, a praia fica cheia até a cima..tão cheia que a ponta da nossa toalha quase que apanha a sombra do chapéu da família ao lado em vez de aproveitar-mos para relaxar, acabamos por nos chatear com tanta confusão.

Sinceramente eu até acho que o Algarve é muito sobrevalorizado como se fosse apenas o que temos de melhor. Mas não é! Há tantos sítios mais bonitos: desde praias fluviais às cascatas do Gerês. Poder juntar a Natureza à praia. Temos cidades com história, monumentos e diversas atrações que deixam o Algarve um pouco a desejar, na minha opinião. 

Pág. 1/3

Beatriz, 17. Ciências e Tecnologias


Seguir

Follow

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D