Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Delicate Notes

As memórias são para ser partilhadas

A redacção dos sobreviventes

Uma semana depois do ataque ao jornal satírico Charlie Hebdo, sairá nas bancas a nova edição da revista, que vai contar com três milhões de exemplares. Na capa, encontramos uma caricatura do profeta Maomé com uma lágrima no olho e a segurar um cartaz com a frase “Je suis Charlie”, podendo ainda ler-se, em cima, "Tudo está perdoado". Esta caricatura tem a assinatura de "Luz" que só não morreu no atentado porque chegou tarde à reunião que estava a acontecer na redação do jornal. E diga-se que a caricatura está genial! Os sobreviventes garantem que não irão ceder e que se irão manter fiéis a si mesmos. A nós, resta-nos agradecer-lhes. Obrigada por não cederem aos ideais impostos pelos terroristas, por lutarem pela liberdade. Por não deixarem que condicionem, num regime democrático, o direito a expressarmos as nossas ideias. Por não baixarem os braços. Por lutarem por um direito que não está garantido. Por lutarem por algo que nos diz respeito a todos.

Mataram os jornalistas para os calar. Mas para o medo sair vitorioso, teriam de nos matar a todos.

Je suis Charlie.

Beatriz, 17. Ciências e Tecnologias


Seguir

Follow

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D