Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Delicate Notes

As memórias são para ser partilhadas

Fui ver A Culpa é das Estrelas e não chorei

That's the thing about pain. It demands to be felt.

É verdade! Fui uma resistente. Enquanto as minhas amigas inundavam o cinema, eu mantia-me firme. Por um lado, eu já suspeitava que não ia chorar, porque apesar de ter lágrima fácil quando vejo um filme sozinha, o mesmo não acontece quando o vejo acompanhada. Mas não chorei porque sou uma insensível, segundo o que dizem os meus amigos, e depois porque tinha lido o livro e já sabia o rumo dos acontecimentos. Mas adorei os 126 min. que passei sentada na cadeira a ver um filme pelo qual esperei durante meses, desde o momento em que li o livro, nas férias de Natal. Foi o primeiro livro que li que me fez chorar durante vários minutos, primeiro a deixar as lágrimas cair sobre as páginas e depois agarrada ao livro, a apertá-lo contra o peito. Li-o em pouco tempo, tal era a vontade de saber o seu desfecho e deixou-me pensativa durante dias, eu penso mesmo que nos deixa com uma nova visão sobre certas coisas da vida. É inspirador.

Da banda sonora conhecia várias músicas pelo que foi emocionante vê-las passar nas determinadas partes do filme e já estou inclusive a seguir a playlist do filme no Spotify. Adorei também a forma como puseram as mensagens que eles trocavam os dois e o facto de o filme estar fiel ao livro, incluindo falas idênticas às do livro no filme. Até o elenco correspondeu às minhas expectativas, as personagens encaixavam na perfeição naquilo que eu imaginei. A única diferença que notei foi quando ele chegou de limusine a casa da Hazel para irem para Amsterdão, sendo que no livro, é a mãe de Hazel e a própria que o vão buscar a casa e ele estava a discutir com a mãe. Ah e esqueci-me de contar, que na parte em que eles se beijam na casa de Anne Frank, pela primeira vez num filme no cinema, as pessoas começaram a bater palmas. ahah

Esta história vai marcar-me sempre, e isso é inevitável, tal como o esquecimento. 

4 comentários

Comentar post

Beatriz, 17. Ciências e Tecnologias


Seguir

Follow

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D