Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Delicate Notes

As memórias são para ser partilhadas

Não percebo (15)

O fascínio de 99,9% da população pela Primark. Entrei pela primeira vez na Primark no passado Domingo. Quando me estava a dirigir para a loja, parecia que estava a andar em contra-mão contra uma multidão de pessoas com sacos que não cabiam em apenas duas mãos. As minhas expectativas eram elevadas. Tanta gente a falar bem e inclusive, vejo alguns hauls em que se mostram peças e acessórios giros de lá. Talvez tenha sido do centro comercial, o Colombo. Ou talvez tenha sido do dia. Domingo, 17h30 da tarde. Não foi o melhor dia, pois não? Loja de pantanas, uma fila para pagar que ia desde as caixas à porta e dava a volta (vá, isto é só uma hipérbole) e quase não sabia onde procurar o quê. É verdade que se fazem achados na Primark, coisas giras e baratas que compensam. A minha irmã já comprou lá alguns acessórios e coisas para a casa. Mas tirando isso, não sei se o barato compensa na qualidade. E não achei assim nada tão lindo e deslumbrante e maravilhoso que meta o mulherio português louco. Mas pronto, isto sou só eu. Talvez dê uma outra oportunidade. Mas visto que também não há nenhuma Primark perto de casa, vai ter de ficar para depois.

6 comentários

Comentar post

Beatriz, 17. Ciências e Tecnologias


Seguir

Follow

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D