Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Delicate Notes

As memórias são para ser partilhadas

Religião

Silver Lining | via Tumblr

Desde pequena que sempre me foram incutidos princípios e a nível da religião, a minha educação foi direcionada para o Catolicismo. Contudo e à medida que crescemos, começamos a questionarmo-nos acerca de vários assuntos, nomeadamente a religião. 

Confesso que nos últimos tempos têm surgido várias questões relativas a assuntos deste género, que me levam a refletir e até me assustam um pouco. Ando na catequese e sinto-me mal por questionar aquilo em que supostamente acredito, por pôr isso em causa, pela forma como a minha família encararia isto se soubesse que eu sequer questionava e mesmo por não querer ser atingida por pensamentos deste género.

Por vezes penso o que é que me leva a acreditar nisto. 

 

“Não acreditem em nada somente porque lhes foi dito. Não acreditem na tradição apenas porque foi passada de geração em geração. Não acreditem em nada só porque está escrito nos seus livros sagrados. Não acreditem em nada apenas por respeito à autoridade de seus mestres. Mas qualquer coisa que, depois do devido exame e análise, vocês achem que leva ao bem, ao benefício e ao bem-estar de todos os seres – nesta doutrina creiam e aferrem-se a ela e tomem-na como guia.” (Siddhartha Gautama, o Buda)

 

A verdade é que esta frase do 3º episódio da 2ª temporada de Glee me marcou muito e penso que  reune um pouco daquilo que eu penso: 

"Mas tu tens de acreditar em qualquer coisa, algo mais em que não toques, experimentes ou vejas, pois a vida é demasiado dura para atravessar sozinho sem ter algo em que se segurar."

 

A vida é realmente dura e nós precisamos de um suporte para atenuar o nosso sofrimento. E a religião, independentemente qual seja, é o nosso suporte. As minhas ideias estão muito confusas e gostava mesmo de poder refletir e chegar a uma conclusão. Gostava de dizer que não seria influenciada por vários fatores, mas acaba por ser inevitável. E sinto-me mal quando questiono aquilo em que acredito e as minhas escolhas pessoais. Será só mais uma fase do que se chama crescer?

Fé Desfeínada

Tumblr

No passado Sábado (dia 22), na catequese estivemos a abordar este texto que achei muito interessante e acima de tudo, refletia a realidade. Como me marcou, decidi deixá-lo aqui.

 

Dá-me sempre que pensar, quando alguém à minha beira pede um café descafeinado. Acho uma invenção muito estranha! Sabes o que é um café descafeinado, não sabes? Sabe a café, cheira a café, parece café… mas já não tira o sono.

Arranjámos um modo de ficar com o gosto do café na boca, mas de maneira a que depois possamos dormir tranquilamente. E quando penso no café descafeinado, lembro-me sempre que se meteu muito esta lógica no cristianismo dos últimos tempos...
Às vezes, parece que não há muito mais do que uma fé desfeinada...
Sabe a fé, cheira a fé, parece fé… mas já não muda nada, não nos transforma, nem transforma à nossa volta. Parece que lhe tiramos muitas vezes a força transformadora e recriadora de corações, como tirámos a cafeína ao café.
Parece que fizemos da Fé um suceder de rituais aprendidos, mas que já não nos põe em casa, não nos faz estar despertos para a Vida, não nos mantém acordados no acolhimento e anúncio da Palavra de Deus e das palavras dos outros.
Às vezes, sentamo-nos num banco de Igreja como numa mesa onde se toma um café descafeinado.
Bebemos a nossa dose, cumprimos o ritual, deixamos nas bordas do coração um travo leve de fé, mas de maneira a que não nos tire o sono, não nos estimule nem desinquiete, de maneira a que não nos possa dizer que temos de mudar!
Depois, costumamos levantar-nos e seguir o nosso caminho, como se nem sequer nos tivéssemos sentado…

Rui Santiago

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D